Emotion animado

Os Próximos 30 Anos de exploração humana do espaço

Para refletirmos sobre a exploração humana no espaço, é importante refletirmos sobre onde estivemos, onde estamos indo e o mais importante, por quê.

Pode haver pouca dúvida de que a humanidade está destinada a viver para além dos limites da nossa Terra e até mesmo do nosso sistema solar.

Mas essa expansão é muito mais do que mera aventura, é uma necessidade de sobrevivência no espaço para o longo prazo. A expansão humana para o espaço continuará a trazer benefícios como já se faz no curto prazo, e assim deverá continuar.

Hoje estamos criando uma nova linha do tempo em nossos materiais de história, o início de uma nova corrida espacial! Com a aposentadoria do ônibus espacial e todos os cortes de orçamentos estatais, muitos já proclamaram o fim do programa espacial tripulado EUA, cedendo a liderança para a Rússia e China. Mas isto não é verdade.

Nos primeiros 50 anos de vôo espacial muito foi feito: o Sputnik, Gagarin, os acoplamentos, os passeios espaciais, as estações espaciais e o pouso na lua. Hoje temos milhares de satélites, telescópios, sondas e rovers que se deslocam através do sistema solar.

A nave espacial Voyager já há muito deixou o sistema solar e em direção ao infinito! No entanto, nunca conseguimos a visão simples de Stanley Kubrick no filme 2001, previsto nos anos de 1960. Viagens de negócios informais para as estações espaciais e colônias lunares são algo a ser perseguido.

A \"idade de ouro das viagens espaciais\" conseguiram muito, mas a exploração humana do espaço não poderia seguir adiante com as \"velhas formas\". Era muito caro, muito perigoso e mostrou resultados práticos insuficientes.

George W. Bush anunciou um grande plano para construir uma enorme frota de espaçonaves chamadas Constellation. Em seguida, com as suas capacidades poderosas para voltar à Lua, o plano era construir uma base permanente lá, e então seguir em frente e conquistar Marte.

Planos ousados, com certeza. Mas exigia dramáticos aumentos nos gastos e longos prazos para ser continuados por décadas, através de vários ciclos políticos, que provavelmente seriam submetidos a novos custos excessivos e atrasos, fazendo com que estas estimativas já inchadas fossem canceladas. Assim, não deve ser nenhuma surpresa que o presidente Bush e sua própria administração que estabeleceu esses planos ousados, em última instância decidiu não financiar até mesmo a primeira parte desta visão enorme.

Mais recentemente, o presidente Barack Obama convocou o Comitê para rever os planos de voo espacial. Sua orientação clara era fazer voos espaciais tripulados, o que a Nasa já faz com lançamentos de satélites e exploração robótica, mudando os métodos de contratação - desde a construção de capacidades internas até para a compra de vôos em foguetes desenvolvidos pela indústria privada.

Esta mudança na propriedade para \"uso\" por compras, significa que a NASA pode comprar regularmente desde o mais barato, utilizando um sistema mais seguro, mais capaz. Basta uma pequena mudança, abrindo as portas para que a concorrência, que rapidamente reduzirão-se os custos, reforçarão a segurança e, assim, aumentando a freqüência de vôos. Nós seremos capazes de explorar mais e mais cedo com um orçamento cada vez menor.

Várias empresas estão competindo agora para prestar esses passeios: primeiro para envio de cargas, então, para os seres humanos que viajam para órbita baixa da Terra, depois para onde a Estação Espacial Internacional está localizada e, eventualmente, para a exploração do sistema solar.

Projeções iniciais mostram que esta nova frota irá fornecer acesso ao espaço por quase um décimo do preço dos antigos ônibus espaciais!

A empresa fundada por Elon Musk, fundador do PayPal e Tesla Motors, lançou seu foguete Falcon 9 carregando a cápsula espacial Dragon, em novembro do ano passado.

Ele orbitou a Terra e com segurança re-entrou na atmosfera, recuperando-se a sua cápsula. Este evento monumental foi a primeira órbita e reentrada de uma cápsula espacial por uma entidade não-governamental. Eles já estão programados para realizar o serviço de carga para a ISS este ano, com missão tripulada posteriormente. Espace X já tem planos para além da ISS, além órbita baixa da Terra, mas para até Marte.

Eles acreditam que podem deixar cair os preços de órbita terrestre baixa para perto de US $ 1 milhão, através de veículos de lançamento totalmente reutilizáveis ​​. Se fizerem isso, a exploração espacial humana será extremamente rentável pela primeira vez!

As empresas tradicionais estão competindo nesta nova era também! A Boeing, que poucos podem duvidar, tem a capacidade de construir foguetes e é um dos principais concorrentes comerciais. Sierra Nevada Corp está construindo um \"mini shuttle\" que poderia sentar em cima de foguetes existentes e trazer de volta tripulações confortavelmente como um avião.

Os fabricantes destes veículos espaciais podem agora vender vôos para clientes não associados com a NASA. Isso é bom porque começamos a enxergar o futuro de Kubrick, eles estão criando oportunidades de negócios no espaço. O futuro das agências espaciais como a NASA, RFSA (Agência Espacial Federal Russa), a ESA (Agência Espacial Europeia), CSA (Agência Espacial Canadense) e JAXA (Agência de Exploração Aeroespacial Japonesa), estão sendo redesenhadas.

Então, por que viajar para o espaço e por que os contribuintes pagam por isso? Porque essa exploração irá retornar um valor econômico direto além da exploração, em áreas como energia e minerais. Além disso, irá criar pesquisas de microgravidade em campos como a biologia, onde medicamentos e vacinas já revelam-se bastante promissores.

Então, vamos corajosamente avançar para esta nova era. Uma nova era de freqüentes visitas a espaços por cidadãos através de foguetes suborbitais prestados pela Virgin Galactic / Scaled Composites, Aventuras Espaciais / Armadillo Aerospace, XCOR e outros. Uma nova era onde a iniciativa privada apóiam as missões espaciais, da ciência e da exploração e segue atrás para construir habitações e comércio duradouros além da Terra. Vamos com ousadia aos asteróides, luas e depois para Marte!

Notícia publicada em 01/03/2012

Voltar

Veja Mais

Parceiros
360 Graus - Aventuras e esportes sempre ao seu redor

Aventuras e esportes sempre
ao seu redor

Instituto Monitor - Conhecimento ao seu alcance

Conhecimento ao seu alcance

Oportunidades

Livro Missão Cumprida - Conheça todos os detalhes de um voo espacial!
Conheça todos os detalhes de um
voo espacial!

Fale Conosco
Para reservas e informações sobre algum dos nossos pacotes turísticos, por favor, entre em contato das seguintes formas: Fale conosco! Sua opinião é muito importante Quero Informações Mande-nos um e-mail
  • Siga-nos
  • Curta-nos no Facebook
  • Siga-nos no Twitter
  • Veja-nos no Linkedin
  • Entre em nossa comunidade no Orkut
COPYRIGHT 2012
Agência Marcos Pontes